SEGURO-DESEMPREGO


Em meio a crise que já dura algum tempo em nosso país, é normal observar trabalhadores serem demitidos sem justa causa.

Isso ocorre devido aos altos custos de mão de obra que algumas empresas não estão conseguindo mais arcar.

Com isso, acaba que o trabalhador se vê desemparado, desempregado e sem perspectiva de futuro.

Essa realidade já aconteceu com você ou com alguém próximo? Se sim, tenha calma, que nem tudo está perdido momentaneamente.

Caso essa situação tenha ocorrido, saiba que preenchendo alguns requisitos é possível que você solicite o seguro-desemprego.

O seguro-desemprego é um benefício do Governo pago pela Caixa Econômica Federal.


Esse benefício tem o objetivo de amparar o trabalhador enquanto ele não arruma um novo serviço. Tudo isso, para que ele consiga se manter e manter a sua família, além de não aceitar qualquer trabalho por desespero.

Se interessou pelo tema?

Para saber como funciona todo o procedimento do benefício e em quantas parcelas ele é pago, acompanhe o texto até o final e saiba tudo sobre o seguro-desemprego.

QUAIS SÃO OS REQUISITOS PARA CONSEGUIR O BENEFÍCIO?

Além de ter sido dispensado sem justa causa ou ter tido suas atividades paralisadas pelo empregador, outros requisitos são pedidos, como por exemplo:

  1. Estar no momento do requerimento desempregado: portanto, se você perdeu o empregado, solicite imediatamente o benefício, pois se, arrumar um novo emprego não é possível mais ter direito ao seguro-desemprego.
  2. Não ter renda para o sustento próprio e da família: se for comprovado que o cidadão possui outros meios de obter renda, será desclassificado a concessão do benefício.
  3. Não receber nenhum benefício previdenciário: essa hipótese se enquadra no requisito anterior, já que o benefício previdenciário é uma espécie de renda que o trabalhador está recebendo.

QUEM PODE SOLICITAR O SEGURO-DESEMPREGO

seguro desemprego

Não são todos os trabalhadores brasileiros que se encontrem em uma situação de desemprego que podem solicitar o benefício.

Para que você consiga receber o seguro-desemprego é necessário que você seja; trabalhador doméstico ou formal que tenha sido dispensado sem justa causa; um pescador profissional que se encontre no período defeso (aquele período em que a pesca é proibida, pois os animais estão se reproduzindo); trabalhador formal ou com o contrato de trabalho suspenso; e por último aquele trabalhador que foi resgato de uma situação análoga a de escravo.

VALOR DO BENEFÍCIO

O valor do benefício varia de trabalhador para trabalhador, pois é necessário realizar um cálculo que leva em conta as três últimas remunerações.

Primeiro você faz a média dos últimos três salários.

Se o valor for de até R$ 1.480,25, multiplica isso por 0.80 (80%) e o valor final será o do benefício.

Se a média dos últimos 3 salários for de R$ 2.467,33 o que passar o do valor de cima, você multiplica por 0.50 (50%).

E por último, se a média dos três últimos salários for acima de R$ 2.476,33 o valor a se receber o benefício será fixo de R$ 1.677,74.

Sendo assim, é essencial que você faça o cálculo para já ter noção de quanto pode receber. E saiba que menos do que o salário mínimo daquele ano você não irá receber, pois ele é o piso do benefício.

COMO SOLICITAR O SEGURO-DESEMPREGO POR MEIO DO AGENDAMENTO

O Ministério do Trabalho e Emprego procurou um modo de melhorar a vida dos seus trabalhadores.

Com isso, instalou alguns serviços que podem ser realizados por meio de agendamento.

A grande novidade desse benefício e de outros serviços como entrada na carteira de trabalho é que para realizar o seu pedido, você poderá antes disso realizar o seu atendimento pelo agendamento online.

Esse atendimento agendado já é obrigatório em algumas cidades brasileiras.

Isso melhora em muito a sua vida, já que irá comparecer na hora e dia exato apenas para dar entrada em toda a documentação.

Ou seja, não vai ficar perdendo tempo em longas filas para dar entrada em um benefício que você realmente necessita.

Bom, o sistema utilizado é o SAA – Sistema de atendimento agendado.

Após acessar o sistema http://saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam informe os seus dados pessoais como Estado e Município no qual reside e informe também o tipo de atendimento que deseja realizar. Nesse caso irá colocar “entrada no seguro desemprego”.

Feito isso, preencha o código de segurança que aparece na imagem abaixo.

Depois de concluir todo o processo, você será redirecionado para outra página que irá pedir outros dados como o número do CPF, telefone para contato e a data de nascimento. Realizado isso, clique em “prosseguir”.

Pronto. Todo o processo foi preenchido, agora o site lhe dirá o local, dia e hora disponível para realizar o atendimento e o posto de atendimento no qual você deve comparecer.

Ah, se na hora de preencher o município que você reside, lá não estiver como uma das opções, é porque a sua cidade ainda não possui o sistema de atendimento online. Isso quer dizer que você deve realizar todo o processo da forma antiga; comparecer no posto de atendimento, solicitar sua senha e aguardar sua vez.

Lembre-se de juntar todos os documentos necessário (você pode visualizar abaixo quais são todos os documentos pedidos).

Depois que o atendente observar que você cumpriu os requisitos e está com toda a documentação, irá ser dada a entrada no benefício.

Após todo o processo ser concluído, verifique em quantas parcelas você receberá o seguro-desemprego e qual será o seu valor.

EM QUANTO TEMPO DEMORA PARA QUE EU SOLICITE OS VALORES DO BENEFÍCIO

O mais aconselhável é que logo após a despensa sem justa causa o trabalhador já peça em seguinte o benefício do seguro-desemprego.

Pois depois de passado algum tempo, o direito de postular o benefício acaba e não será mais possível reaver os seus valores.

Por isso fique de olho;

Para o trabalhador formal e para o empregado doméstico, o tempo para requerer o seguro-desemprego é a partir do 7º dia da dispensa até o 120º dia.

Já o pescador artesanal, esse tem 120º antes do inicio da proibição para solicitar o benefício. Para esses trabalhadores é essencial que eles saibam a data certa que o período defeso começa.

O trabalhador resgatado, após o seu processo de resgate, apresenta 90 dias para solicitar o benefício.

E por fim, aquele que tem bolsa qualificação, poderá fazer o pedido enquanto tiver seu contrato de trabalho suspenso.

COMO FAÇO PARA RECEBER O BENEFÍCIO

Primeiro você irá solicitar o benefício, que pode ser na Superintendência Regional do Trabalho; no Ministério do Trabalho; em qualquer agência da Caixa Econômica ou no Sistema Nacional de Emprego.

Após realizado todo o processo e dado ok no seu benefício, os valores correspondentes a ele podem ser depositados automaticamente na sua conta poupança ou conta fácil ou sacado nas unidades das casas lotéricas ou correspondentes do Caixa aqui portando o seu cartão do cidadão e a sua senha de acesso.

APLICATIVO DA CAIXA

A Caixa Econômica criou um aplicativo onde ela reúne seus principais serviços.

Nele é possível que você faça transações, saiba seu saldo, realize pagamentos e esteja por dentro dos benefícios que são pagos pelo banco.

Por isso, se você quer saber se as parcelas do seu seguro-desemprego já foram pagas, baixa logo o aplicativo e controle suas finanças online.

Fonte: http://ajudagov.com/

 


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *