Muralha da China – Características e Curiosidades

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

História

A Muralha da China, também é conhecida como a Grande Muralha. Foi construída com a intenção de proteger o Império Chinês das ameaças de invasão oferecidas pelas tribos acerca. No entanto, a verdade é que o Império Qin não estava correndo qualquer tipo de perigo no que diz respeito à essas tribos no momento em que a estrutura começou a ser construída.

Isso porque na época, apenas os Hsiung-nu havia se estabelecido no território Chinês. Mas, poucos resistiram quando foram expulsos pelo exercido Meng T’ien.

Sendo assim, a muralha era muito mais uma estratégia de defesa contra ataques futuros do que presentes. Mas, o alto custo de vidas humanas parecia demasiado perto da necessidade, que não era imediata.

A Grande Muralha pode ter sido construída graças à paixão de Shi Huang Di por grandes construções ou sua obsessão por segurança. Embora, possam existir outras razões, tal como a localização da muralha que era excelente para isolar os desordeiros e fazê-los trabalhar.

O fato é que a mesma deu emprego para muitos soldados que não tinham trabalho depois que a formação imperial terminou com a guerra dos estados.

Mais do que isso, ao fim da construção da Muralha da China, seriam necessários soldados para fazer a vigília em toda a sua extensão. Isso iria assegurar que boa parte do exército se mantivesse fora da capital.

Primeiras Construções do monumento

As primeiras Grande Muralha da Chinaconstruções do monumento se iniciaram em 259-210 a.C. com a unificação do império. Reuniu-se 7 reinos aproveitando as fortificações já existentes de cada um dos atuais reinos.

Quando o imperador Qin Shihuang faleceu, houveram revoltas e muita agitação política, paralisando a construção da muralha por um tempo.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Em 206 a.C. a Dinastia Han chega ao poder, reiniciando o caminho de crescimento da China. Retomou os trabalhos da muralha nos séculos seguintes até o seu esplendor que ocorreu na Dinastia Ming. Cerca do século XV foi quando a obra tomou os formatos atuais e chegou à extensão de 7 mil quilômetros.

O que se acredita é que os trabalhos de construção chegaram a ocupar a mão de obra de mais de um milhão de operários. 80% faleceu durante a própria construção por causa das más condições.

Características

Extensão

A Muralha da China se estende desde o passo de Jiayuguan, que fica na província de Gansu no lado oeste, até chegar a foz do rio Yalujiang, na província de Liaoning que fica no lado leste.

Sendo assim, a Grande Muralha atravessa o Deserto de Gobi, duas regiões autônomas, que são a Mongólia e Ningxia, e mais quatro províncias, que são Gansu, Hebei, Shaanxi e Shanxi.

No ano de 2012, houve o anúncio de que a Grande Muralha da China media mais de 21 mil quilômetros em sua totalidade e cerca de 7 metros de altura. Essa medida inclui todas as paredes que um dia foram construídas, mesmo que não existam mais atualmente.

Estrutura

O fato que a estrutura da grande muralha da china não foi construída toda de uma só vez. Por isso, suas características variam tanto de acordo com a região onde se encontra, quanto de acordo com a época.

Assim sendo, por causa de diferentes materiais de construção, relevos, técnicas e projetos, e até mesmo da situação militar vivida pela dinastia, os trechos apresentam diversas variações.

Perto de Pequim, os muros são feitos de blocos de pedra de calcário, por exemplo, enquanto em outras regiões ela é feita de tijolos ou granito. Em regiões nas quais os materiais de construção eram mais escassos, como nas áreas mais ocidentais, é possível encontrar a muralha feita em faxina, por exemplo, que usa galhos de plantas.

De uma forma geral, os muros apresentam largura média de 7 metros em sua base, seis metros no topo e têm pontos com altura máxima de 7 metros e meio.

No entanto, mais do que muros, a muralha da China ainda conta com portões, portas, fortes e torres de vigília. Vale lembrar que somente as torres possuem um número estimado de unidades de 40 mil. Elas permitem que a defesa observe a movimentação do inimigo.

Os sentinelas que serviam na muralha usavam um sistema de comunicação com bandeiras de cores distintas, sinais de fumaça e também fogo.

No pavimento inferior da estrutura da muralha ficavam os dormitórios dos soldados, depósitos de suprimentos e armas e estábulos para os animais.

Os fortes é que guarneciam algumas posições estratégicas, como alguns pontos entre as montanhas, que possuíam rampas para a entrada e saída da cavalaria e escadas para a infantaria, servindo de bases de operação.

Principais Portas

Dentre as muitas passagens da Muralha da China, as mais importantes que existem são as seguintes:

  • Porta Shanhai
  • Porta Juyong
  • Porta Niángzi

Curiosidades

Medidas

Anteriormente, pensava-se que a Muralha da China era uma estrutura de apenas 8 mil quilômetros, o que já é um valor expressivo. No entanto, ela mede mais de 21 mil quilômetros de comprimento em sua totalidade.

Essa nova medida é resultado de cálculos realizados por topógrafos chineses que se reuniram como objetivo de medir o monumento da forma mais precisa possível.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Partes destruídas

É lamentável, mas Muralhas da Chinacerca de 1.962 km da Grande Muralha já foram destruídos. Segundo os técnicos da Unesco, muito foi destruído por causa do pouco conhecimento do valor cultural que tal estrutura representa como patrimônio histórico.

Isso porque muitos habitantes da região e de outas localidades retiravam o material para construir as suas próprias casas. Isso foi algo bastante comum no norte, na província de Hebei na região de Lulong, que é uma das mais pobres da China.

Mais do que isso, o tempo também causou a sua parcela de destruição, principalmente no norte de Pequim, onde são registrados bilhões de turistas por ano.

Uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno

A Muralha a China, atualmente é considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, juntamente com:

  • Coliseu de Roma (Itália)
  • Chichén Itzá (México)
  • Machu Picchu (Peru)
  • Cristo Redentor (Brasil)
  • Muralha da China (China)
  • As Ruínas de Petra (Jordânia)
  • Taj Mahal (Índia)

Patrimônio Mundial

A Muralha da China também é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela ONU (Organização das Nações Unidas), desde o ano de 1987.

Patrimônio Mundial da Unesco

Em 1987 a Grande Muralha da China entrou também para a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. Ganhou ainda mais importância na cultura mundial, recebendo mais atenção do mundo inteiro.

Cemitério

Uma das curiosidades sobre a Muralha da China é que ela tem a fama de ser um dos maiores cemitérios do mundo. Isso porque cerca da 10 milhões de trabalhadores atuaram na sua construção. E embora não tenham sido enterrados nas paredes da construção, eles foram sepultados nas suas proximidades.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a muralha da China. Sabe sobre sua construção, tamanho e estrutura. Sabe também diversos outros detalhes a seu respeito!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.