Mahatma Gandhi – Biografia, Princípios, Cronologia e Frases

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Biografia

Juventude

Mohandas Karamchand Gandhi, que viria a ser conhecido como Mahatma Gandhi, nasceu no ano de 1869, mais especificamente no dia 2 de outubro. Na cidade indiana litorânea de nome Porbandar, na qual o pai era primeiro-ministro, foi educado a maior parte da infância.

Como era tradicional na cultura, e continua sendo, atualmente, em muitas famílias indianas, Gandhi teve um casamento arranjado aos 13 anos de idade com Kasturba Gandhi. Dessa relação nasceu 4 filhos homens.

Formação na Inglaterra

No ano de 1888, quando estava próximo de completar 19 anos de idade, Mahatma Gandhi decidi ir para Londres, cidade inglesa, com o intuito de cursar direito na University College London. Futuramente, seria um advogado. Essa viagem foi um grande desafio para ele, pois iria contra os mandamentos da sua casta, da qual era proibido o turismo até a Inglaterra.

Em Londres, Gandhi se torna vegetariano, após entender um pouco mais da filosofia de Henry Stephens Salt. Ele chegou, até mesmo, fundar uma pequena organização vegetariana na cidade.

Em 1891, após se formar, volta para Índia, onde começará exercer a profissão de advogado. Chegando lá, descobre que sua mãe tinha falecido e, por conta de alguns problema e sua timidez, não se dá bem na área de advogacia.

A vida na África do Sul

Depois do fracasso na carreira de advogado, ele decidi partir para África do Sul, durante um ano com a firma da qual trabalhava.

No país, Gandhi aumenta muito seu lado social, principalmente pelo preconceito que existia lá. E, diante da função de advogado, ele começa a se descobrir e enxergar o lado bom dos humanos.

Após terminar o tempo de viagem, Mahatma Gandhi já planejada voltar para seu país natal, porém diante de um lei que não deixava hindus votarem, ele resolve permanecer na África do Sul e lutar pelo seus direitos, e dos seus compatriotas.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Em 1894, com a ajuda de amigos, ele funda o Congresso Hindu.

Três anos depois, em 1897, ele volta para Índia, para buscar sua esposa e filhos e levarem para África, onde Gandhi decide ser o lugar para se viver. Após problemas, com lideres tentando interromper sua volta, Gandhi consegue aterrissar.

Mesmo sofrendo com diversos tipos de repreensão na África do Sul, Gandhi se mantem firme e forte diante das suas ideologias.

Entre 1899 até 1902, durante a Segunda Guerra dos Bôeres, Gandhi incentiva os ingleses a chamarem os indianos para lutares ao seu lado, com o mesmo liderando um grupo para cuidar de soldados feridos em combate.

Durante 20 anos de hospedagem na África do Sul, Gandhi lutou, até o fim, pelo o direito dos hindus, liderando diversos grupos.

Segundo uma recente biografia de Mahatma Gandhi, em 1908, quando se separou da sua mulher, ele iniciou um relacionamento com Hermann Kallenbach, um fisiculturista alemão que, depois de um tempo, iria virar seu discípulo.

Satyagraha, a força da verdade

Em 1906, o governo de Transvaal, na África do Sul, quis fazer o registro geral da população hindu, algo que revoltou todos, fazendo um grande grupo se rebelar no Teatro Imperial de Joanesburgo.

Diante disso, quase 100% dos hindus decidem se posicionar contra o registro. Gandhi, diante dessa rebeldia, decidi chamar de Satyagraha, ou força da verdade, esse ato de ser contra injustiça imposta por algo, que normalmente é uma força maior, como o governo.

Esse ato de revolta trouxe alguns resquícios, com Gandhi, e um grupo de hindus, sendo presos durante dois meses. Na prisão, diante de muita leitura e descobertas, ele se apaixona pela desobediência civil, com ensinamentos aprendidos em um livro de Henry David Thoreau.

O movimento de rebeldia para os indianos conseguirem seus direitos na África do Sul foi crescendo conforme os anos foram passando.

Diante desses atos de desobediência, Gandhi foi guiado por um pensamento que irá te seguir por toda sua vida, o ahimsa, do qual significa a não violência, seja contra quem for. O ódio deve vir do ato da pessoa, e não contra a pessoa em si.

Ele também buscar expandir o significado de Satyagraha para a vida mais simples, iniciando alguns movimentos ruais, com criação, até mesmo, de duas fazendas.

Em 1914, ele volta para Índia, para ajudar seu país, deixando um legado gigantesco de luta na África do Sul.

Retorno à Índia

Quando retornou ao seu país de origem, Gandhi começa unir hindus e muçulmanos para buscar a tão sonhada independência indiana, ensinando seus pensamentos de não violência e Satyagraha.

Com uma ajuda de um doador, Mahatma Gandhi começa a doar dinheiro para a população, principalmente os mais necessitados e trabalhadores que são explorados.

Diante de seus pensamentos, diversas reformas, revoltas e graves ocorreram e diversos objetivos foram alcançados, com oprimidos e os sem liberdade começando a ganhar voz.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Um caso bem marcante ocorre quando Gandhi decide declarar greve geral, porém diversos atos violentos acabam ocorrendo. Ele se arrependeu bastante disso e decidiu cancelar a greve.

Em 1920, decide ser contra, totalmente, do governo britânico, não fazendo a compra de bebidas alcoólicas e nem pagando impostos, pois o dinheiro iria para os ingleses.

Ao longo da sua vida, ele tentou expandir seu conhecido pelas massas hindus, tentando conscientizar a maior quantidade de pessoas possíveis, expandindo seu conhecimento e levando paz, sempre contra a violência.

A “Marcha do Sal”

Em 1930, Gandhi decidi ir contra a lei que proibi hindus de fazerem seu próprio sal. Para isso, iniciou uma marcha que duraria mais de 20 dias. Seguidos por milhares, e outras centenas de pessoas que se uniram durante a caminhada, o grupo juntou água com sal em panelas e deixou-as à beira do mar.

Mesmo com várias pessoas durante a marcha sendo presas, diversos hindus foram assistir o sal sendo feito nas panelas. Um dos maiores orgulhos de Gandhi sobre a Marcha do Sal é que, mesmo com prisões e repreensões, não ocorreu nenhum ato violento. Seu ensinamento de não violência estava sendo respeitado e seguido por todos.

Mesmo com Gandhi sendo preso, a mancha continuou, até a grande maioria dos hindus que apoiavam ou faziam parte do movimento serem presos também.

Com as prisões lotadas e o poder britânico sendo diminuindo a cada dia na Ásia, o vice-rei Irwim chama Gandhi para uma reunião, onde ele consegue libertar todos os presos e liberar a fabricação de sal na costa para os hindus.

O movimento pela independência indiana

Em sua volta para Índia, Gandhi sempre deixou claro que lutaria pela independência do seu país. Inicialmente, ele se envolveu com o Congresso Nacional Indiano. Ganha fama mundial pela sua desobediência e diversos jejuns como protestos.

Uma das suas estratégias mais marcantes para buscar a independência indiana foi o boicote para todo produto importado, com destaque para os ingleses. Junto com essa ideia, surgiu que todos os indianos deveriam vestir uma roupa tradicional do país, o Khadi, Colocaram as mulheres para produzi-las, e, assim, o público feminino ficaria por dentro do movimento também.

Diante de outras ações, como a já comentada Marcha do Sal, e diversos protestos de jejuns, Gandhi ia aumentando, ainda mais, seu movimento para independência indiana.

Segunda Guerra Mundial

Um dos pontos mais altos dos atos pró-independência da Índia foi durante a II Guerra Mundial. Gandhi iniciou diversos atos e campanhas para afastar os ingleses do território indiano.

Outro ato importante foi a resistência e não apoiar os britânicos na guerra, já que a Índia seria muito importante para a vitória. Gandhi só iria ceder apoio depois de declarada a independência.

A busca pelo sonho da independência era muito grande. Tão grande que Gandhi até pensou em deixar de lado o ideal de não violência.

A divisão da Índia entre hindus e muçulmanos

Como já era de se esperar, depois da sua volta a Índia, Gandhi ganhou grande influência e respeito dos hindus e muçulmanos indianos.

Seu respeito era tão grande que somente a presença de Gandhi terminava brigas entre os dois grupos. Ele era totalmente contra a qualquer ato que poderia dividir o povo indiano. Gandhi nunca quis isso.

A divisão acabou aconteceu, sendo que os hindus ficaram no território da Índia. Enquanto isso, os muçulmanos partiram para a criação do Paquistão.

Essa separação não agradou Mahatma Gandhi, que não comemorou a independência e fez um protesto de jejum.

Em 1948, Gandhi é assassinado por  Nathuram Godse. Quem fez isso foi um radical que era contra os atos do líder. Ele achava que sua luta tenha enfraquecido o governo.

Cronologia

  • 1869: nascimento
  • Mahatma Gandhi biografia1885: fundou o Congresso Nacional Indiano.
  • 1888: fui cursar direito em Londres, na Inglaterra.
  • 1893: viaja até à África do Sul.
  • 1894: fundou o Congresso Indiano na África do Sul.
  • 1899: ocorre a A Guerra dos Bôeres na África do Sul.
  • 1903: ajuda e luta contra a imposição do governo de registrar os hindus no território da Africana do Sul.
  • 1907: Mahatma Gandhi lança a campanha de Satyagraha.
  • 1914: ele, junto com Jan Smuts, negociam o Ato de Reforma da Questão Indiana.
  • 1915: volta ao seu país natal, Índia.
  • 1919: inicia a grave geral.
  • 13 de abril de 1919: ocorre o O Massacre de Amritsar.
  • 1920: Início da campanha da Satyagraha.
  • 1924: Gandhi faz um jejum para hindus e muçulmanos se unirem.
  • 1930: acontece a A Marcha do Sal;
  • 1931: Irwin e Gandhi se encontram e declaram o Pacto de Delhi.
  • Setembro de 1931: ocorre a Conferência da Mesa-Redonda em Londres com participação de Gandhi
  • 1942: ocorre o movimento que levou o nome “Deixem a Índia!”.
  • 1947: independência da Índia.
  • 1948: assassinato de Mahatma Gandhi.

Princípios

Os principais ideais de Gandhi são baseados em ideias de Bhagavad Gita. Também de crenças propriamente hindus e de sua religião, como o pensamento de não violência.

Um dos seus principais princípios de vida é seguir o lactovegetariano. É um dos maiores e mais celebres entusiastas do vegetarianismo. Apesar de jejuar muito, principalmente em forma de proposta, Mahatma Gandhi achava que seguir o vegetarianismo era o necessário. Era o que bastava para viver e satisfazer suas necessidades.

Quando tinha, somente, 36 anos de idade, ele decidiu abandonar o sexo. Fez isso principalmente pela influência das crenças hindus, conseguindo buscar a pureza espiritual.

Além de jejuns, Gandhi fazia votos de silêncio, como um modo de trazer a paz do seu interior.

A sua roupagem era bem simples, utilizando roupas caseiras, as Khadi. Ele abandou todo charme e elegância da sua vida de advogado até o fim da vida.

Outro princípio típico de Mahatma Gandhi era sobre a educação. Ele acreditava que os filhos iriam aprender muito mais com os pais do que em uma escola.

Representações artísticas

Dois filmes são grandes representações artísticas da vida de Gandhi. O “Gandhi”, dirigido por Richard Attenborough, e o The Making of the Mahatma, dirigido por Shyam Benegal.

No estado indiano de Deli existe um “Museu Gandhi” em homenagem ao grande líder.

Indicações para o Prêmio Nobel da Paz

Apesar de ser indicado 5 vezes ao Prêmio Nobel da Paz, Gandhi nunca se saiu vencedor. Porém, algumas décadas depois, o comitê reconheceu como erro essa nunca premiação.

Frases e Pensamentos de Mahatma Gandhi

“O que mais me impressiona nos fracos é que eles precisam humilhar os outros, para sentirem-se fortes.”

“Você tem que ser o espelho da mudança que está propondo. Se eu quero mudar o mundo, tenho que começar por mim.”

“Eu aprendi a descobrir o lado bom da natureza humana e a entrar nos corações dos homens. Eu percebi que a verdadeira função de um advogado era unir partes separadas”

“Uma paz real baseada na liberdadee igualdade de todas as raças e nações”

“Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer!”

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.