Faixa de Gaza – O que é? Origem, Economia, Guerras

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

A faixa de Gaza é um território pequeno, onde dominam grupos políticos extremistas, gerando diversos conflitos. Lá vive uma grande população, contando com uma alta densidade demográfica. Ou seja, muitas pessoas por metro quadrado.

Então, saiba aqui um pouco mais sobre essa região, seu território, os conflitos que ocorrem por lá, sua economia e mais detalhes. Continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber. Vamos lá?!

O que é a faixa de Gaza?

A faixa de Gaza nada mais é do que uma estreita faixa territorial. Se localiza na costa oriental do Mar Mediterrâneo, no Oriente Médio, e faz fronteira com o Egito e Israel.
O território possui cerca de 41 km de comprimento e penas  de 6 a 12 km de largura. Tem uma área total de 365 quilômetros quadrados.

A população local é de 1,7 milhão de pessoas. A maioria da população nasceu na faixa de gaza. Porém, uma boa parte da mesma se identifica como sendo refugiado palestino. Eles fugiram para a região quando houve o êxodo palestino depois da guerra árabe-israelense de 1948.

A população da faixa de Gaza é predominantemente de origem muçulmana sunita. A taxa de crescimento anual do local é de 3,2%, ocupando a posição de sétima maior taxa de crescimento demográfico do mundo. É um dos territórios do planeta que são mais densamente povoados.

A região sofre muito com o problema de escassez de água e não tem praticamente nenhuma indústria no local. Apresenta uma infraestrutura muito precária, visto que quase nada foi feito depois do bombardeio israelense de 2008/2009.

O nome do local, faixa de Gaza, é derivado do nome da principal cidade da região, que se chama Gaza, que existe dede a antiguidade.

As atuais fronteiras da faixa de Gaza foram adquiridas ao fim dos conflitos de guerra ocorridos em 1948, pelo Acordo de Armistício entre Israel e Egito. O acordo foi firmado no ano seguinte, e declarava que a linha que demarcava o território não deveria se tornar uma fronteira internacional.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Origem da faixa de GazaConflitos na Faixa de Gaza

A cidade de Gaza teve sua fundação por volta do século a.C. aproximadamente. Foi feita por piratas do Mediterrâneo que eram chamados de Filisteus, passando a chamar a região de filisteia.

Depois de inúmeras invasões, feitas por babilónicos, tribos israelitas, sírios e pérsios, a área passou para as mãos dos macedônicos. Eles  possibilitaram que a região tivesse contato com a cultura do helenismo (hélades gregas) graças ao seu processo de imperialização.

Um tempo depois os romanos invadiram Israel, submetendo também a cidade de Gaza e a região ao seu domínio.

Acontece que o poder da mesma ficou muito tempo nas mãos dos árabes e bizantinos. Foi dominada posteriormente pelos otomanos e, finalmente, pela Inglaterra com o fim da Primeira Guerra Mundial.

Economia

Houve uma grande deterioração da economia de Gaza com o fim da Segunda Intifada. Esse nome é dado para o conjunto de eventos que ocorreram marcando a revolta civil do povo palestino contra a ocupação israelense da Palestina e a política administrativa, ocorrida nos anos 2000.

Essa deterioração ocorreu tanto por causa da densidade populacional, que era muito alta, quanto por causa de determinadas restrições de segurança que foram impostas naquele território.

Isso porque a política de cerco que havia em Israel foi intensificada com a chegada do grupo extremista Hamas ao poder em 2007. Levou a região a atingir altíssimos níveis de desemprego e pobreza, bem como a um grande colapso do setor privado, dependente do mercado de exportação.

Entretanto, em 2010 houve uma flexibilização política de cerco que proporcionou uma melhora em alguns indicadores de economia. Porém, as exportações regulares oriundas da faixa de Gaza ainda continuem proibidas.

A economia local teve uma melhora em 2011, com o aumento do PIB e a queda nos índices de desemprego. O crescimento econômico levou à construção de hotéis e maior importação de carros. A livre circulação de mercadorias favoreceu o desenvolvimento em larga escala.

Guerra na faixa de Gaza

Em 1948/1949 ocorreu um conflito que levou o Egito a assumir o controle da região de Gaza. A região passou a servir como uma proteção contra as investidas do recém-criado Estado de Israel, que queria aumentar seus territórios.

Já em 1956 o Egito buscou criar um programa para reunir os esforços de consolidação de um elo político, cultural e econômico entre os países árabes. Se defendeu dos interesses dos ocidentais e de Israel, e teve como marco a ligação entre os mares Mediterrâneo e Vermelho.

No entanto, em 1967 os Israelenses obtiveram conquistas importantes depois da Guerra dos Seis Dias. Conseguiram ampliar as suas fronteiras com o anexo dos territórios da Cisjordânia na Jordânia, Colinas de Golã da Síria e Faixa de Gaza e Península de Sinai do Egito.

Gaza foi importante nessa conquista. Pois, mesmo não possuindo recursos naturais importantes, como petróleo, possuía uma localização próxima ao Mar Mediterrâneo, que era imprescindível para que Israel consolidasse suas ambições.

Já em 1979 houve um encontro entre os líderes do Egito e de Israel, nos EUA, mediados pelo presidente Jimmy Carter, firmando o acordo Camp David. Esse encontro representava a paz entre ambos, mantendo a posse da Faixa de Gaza com Israel e devolvendo a Península de Sinai para o Egito.

No entanto, a Faixa de Gaza se tornou nada menos que um palco para que o Estado de Israel mostrasse sua força frente às forças palestinas. Fez com que se criassem grupos extremistas. Esses faziam uso do fundamentalismo religioso para obter apoio das massas na realização de atos terroristas.

Um bom exemplo disso é o Hamas que desde 1987 utiliza Gaza como um importante centro e organização. Se vale da miséria social para incutir suas ideias e obter mão de obra jovem e sem perspectiva.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Mapa da faixa de GazaFaixa de Gaza imagens

Muro

Existem duas barreiras um tanto controversas que foram construídas pelo governo israelense, além do muro da Cisjordânia. Uma é a barreira que separa Israel da Faixa de Gaza e a outra é a que separa a Faixa de Gaza do Egito, que atualmente é controlado pelos egípcios.

Essa barreira que fica na fronteira entre Israel e a faixa de Gaza contém sensores. Arame farpado, zonas-tampão com paredes e muros de aço e concreto se estendem ao longo de toda a fronteira terrestre da região.

A construção desse muro, que incluiu a erradicação de diversas árvores e o confisco de terras teve início no ano de 2002. Foi ampliada em 2005 para abranger também a Faixa de Gaza e o Egito.

Nela existem 5 pontos de passagem e a sua entrada se dá por terra. Porém, foram escavados alguns túneis sob esse muro para que fosse possível contrabandear diversos tipos de materiais e movimentar pessoas. Isso por causa das restrições impostas à liberdade de movimento.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.