Capoeira – Origens, Características, Capoeira Angola


A capoeira é uma expressão cultural brasileira. Apesar de contar com componentes de arte-marcial, também possui esporte, cultura popular, dança e música.

Ela é espalhada de modo oral e gestual, nas ruas e nas academias, assim  como das relações de sociabilidade e familiaridade formadas entre mestres e discípulos.

O que é a capoeira?

É um jogo que mistura a arte-marcial, esporte, cultura popular e música. Desenvolvida por descendentes de escravos africanos, é representada por golpes e movimentos rápidos e complexos.

Os movimentos mais usados são os chutes e rasteiras, assim como cabeçadas, joelhadas, cotoveladas e acrobacias. São feitas em solo ou aéreas.

A origem da capoeira

A palavra “capoeira” vem de “o que foi mata”. Se refere ás áreas de mata rasa do interior do Brasil, onde era realizada a agricultura indígena.

A origem da capoeira originou com os escravos que fugiam. Com isso davam golpes nos capitães do mato, que tentavam capturá-los. Esses escravos foram considerados os primeiros capoeiristas.


No período colonial, os negros passaram a buscar formas de disfarçarem a capoeira. Com isso foi incorporado mímicas, danças típicas e músicas, tudo como uma forma de resistir á punição da Polícia Imperial e da Milícia Republicana.

A capoeira chegou a ser proibida no Brasil até 1930, quando se tornou um Capoeira Regionalsímbolo da identidade brasileira. No ano de 2014, a Roda de Capoeira foi declarada como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Capoeira Angola

A Angola é um dos principais tipos de capoeira, sendo o estilo original praticado pelos escravos, onde era caracterizada por ser mais devagar, com movimentos escondidos feitos de modo rasteiro.

O principal componente da Capoeira Angola é a malícia, a capacidade de usar habilidades para enganar, de forma a simular movimentos que sirvam para despistar o oponente em combate.

Golpes

Os golpes são bastantes conhecidos pela sua agilidade, afinal a capoeira consiste em enganar o seu oponente com golpes ágeis e precisos.

Chutes, rasteiras e joelhadas são apenas alguns dos golpes mais utilizados. Geralmente os golpes são feitos junto ao chão ou de cabeça para baixo.

A capoeira é uma luta de defesa e também de ataque quando preciso, por isso o movimento dos pés e da cabeça são essenciais. As mãos quase não são usadas, porém quando utilizadas servem para atacar ou se defender.

Características da capoeira

Uma das características mais marcantes e que a diferem de outros tipos de lutas é que a mesma é acompanhada por música.

A música é quem decide o ritmo e o estilo do jogo, onde é praticado através de uma roda de capoeira, sendo um círculo de pessoas onde a capoeira é jogada.

O formato da capoeira também é bastante respeitado, onde os capoeiristas se alinham em uma roda batendo palmas no ritmo do berimbau enquanto cantam a música de capoeira, onde somente dois praticantes jogam.

O berimbau é o seu instrumento musical marcante, feito de madeira, bambu, arame e uma cabaça.

O jogo termina quando um capoeirista mais experiente termina o comando no berimbau, podendo ser também um aviso do inicio de um novo combate com uma nova dupla de participantes.

A música é composta por instrumentos e músicas, onde o ritmo varia de acordo com o toque, que vai desde o lento até o mais acelerado.

Na capoeira regional ou de angola, a graduação é imitada pelas cores de cordas que ficam atadas na cintura do capoeirista.

Estilos e musicas de capoeira

Estilos (Angola, Regional e Contemporânea)

Nunca existiu uma unidade na capoeira original, portanto falar sobre os estilos na capoeira é um raciocínio difícil, onde não há relatos de métodos de ensino anteriores a década de 1920.

O estilo de Angola é o que mantém as características da época anterior á da criação do estilo Regional, sendo considerada a capoeira raiz, ou seja, a tradicional.

O nome Angola surge após o aparecimento de negros que vinham para o Brasil oriundos da África. Independente de sua origem eram chamados de “Negros de Angola”, tanto que em alguns locais, as pessoas referiam-se ao jogo de capoeira como “brincar de angola”.

Outro estilo é a Regional, que surgiu na década de 1920, com o mestre Bimba e seu futuro aluno José Cisnando Lima. Eles acreditaram que a capoeira estava perdendo o seu espaço e uma reestruturação seria necessária para que essa cultura não morresse.

O estilo Regional consiste no jogo mais direcionado ao ataque e no contra ataque, com muita importância para a precisão e a disciplina. As suas características também englobam golpes de outras artes, ao som do batuque e o uso de acrobacias.

O estilo contemporâneo surgiu na década de 1970, onde se tornou misto. Trouxe pontos marcantes do estilo Angola e do Regional, onde se tornou uma evolução da capoeira. Mas, com o tempo foi adquirindo novas linhas e passou a se chamar “Contemporânea”.

Músicas de Capoeira

Jogo Capoeira

A música é essencial na capoeira, foi introduzida para enganar os escravizadores. Os fez acreditar que os escravos estavam dançando, quando na verdade desenvolviam treinos de arte marcial para se defenderem.

A música é criada pela bateria e pelo canto, normalmente acompanhados de batidas de palmas. Já a bateria conta com três berimbaus, dois pandeiros e um atabaque. Porém, o seu formato pode ser alterado incluindo-se algum instrumento, como o agogô e o ganzuá.

As canções são classificadas em partes solistas e respostas do coro, formados pelos participantes da roda de capoeiristas.

A chula é um canto em que a parte solista é muito mais longa do que a resposta do coro. Pode ser cantada em qualquer momento da roda e seus versos também podem ser alterados e improvisados durante o jogo. Isso para refletir o que está acontecendo durante a roda, ou para passar algum aviso a um dos capoeiristas.

A capoeira hoje

Hoje em dia, ela não é vista apenas como uma arte. É vista como uma exportadora da cultura brasileira para o exterior. Está presente em diversos países e atraindo cada vez mais participantes.

Diversos mestres capoeiristas são convidados para darem aulas e palestras no exterior. Levam a cultura brasileira administrada em forma de espetáculo, acrobacia e com pouco uso de arte marcial.

Hoje, devido aos seus relatos antigos de violência e defesa, o aspecto marcial fica mais escondido até mesmo disfarçado de um gesto amigável.

Ela continua como símbolo da cultura afro-brasileira, considerada um símbolo de resistência á opressão. Tem a sua imagem como fonte de orgulho para o povo brasileiro, devido ao seu legado matrimonial cultural do Brasil.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *