Cadeia Alimentar – Componentes, Níveis Tróficos e Pirâmides Tróficas

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

A cadeia alimentar é um processo pelo qual os animais, incluindo o homem, demonstram como se alimentam e de quais espécies, incluindo nestes grupos os produtores, consumidores (como herbívoros e carnívoros) e decompositores.
A troca de energia e nutrientes da cadeia alimentar é permanentemente feita dos produtores aos consumidores, por isso a importância de se manter a cadeia alimentar e que não pode ser quebrada pois resulta no equilíbrio para a sobrevivência do ecossistema.

O que é a cadeia alimentar?

Para você entender o que é uma cadeia alimentar, precisa conhecer os elementos que compõe um ecossistema.

Podemos dividir o ecossistema em elementos “bióticos”, que são os organismos vivos, e “abióticos”, que são os elementos químicos, geológicos e físicos. Estes elementos químicos operam no ecossistema, como por exemplo a luz, umidade, temperatura, nutrientes, agua e solo.

Os elementos Bióticos são subdivididos em 2 grupos:

Organismos heterotróficos

São aqueles que precisam buscar seu alimento entre outros organismos para ser capaz de atender seu sistema vital. São denominados consumidores e classificados em consumidores primários, secundários e terciários.

Organismos autotróficos

São aqueles que produzem seu próprio alimento utilizando matéria orgânica simples, como por exemplo os quimiossintetizantes e os fotossintetizantes. São denominados produtores.

Sabendo quais são os elementos de um ecossistema vamos explicar o que é e como opera a cadeia alimentar.
A cadeia alimentar é uma sucessão linear de elementos, onde um serve de alimentação para o outro, possuindo, geralmente, apresenta de 3 a 4 elos, sendo que o primeiro elemento é invariavelmente um organismo autotrófico. Os elementos seguintes da cadeia são heterotróficos.

Componentes da cadeia alimentarCadeia Alimentar Produtores-consumidores e Decompositores

A cadeia alimentar é formada por consumidores, produtores e decompositores e no ecossistema os seres vivos compartilham entre si e transferem energia e matéria através da nutrição.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

O tamanho da cadeia alimentar é uma variante continua que dá uma dimensão da passagem de energia e uma relação de organização ecológica que amplia na contagem de valor gradativamente, através de ligações lineares, desde as posições mais baixas até as mais altas.

A cadeia alimentar é regularmente usada como modelo ecológico (de três espécies). Os ecologistas desenvolveram e testaram possiblidades sobre a natureza dos modelos ecológicos relacionados ao tamanho da cadeia alimentar, então, aumentando a cadeia alimentar, aumenta o ecossistema.
As pesquisas sobre a cadeia alimentar são muito importantes para os estudos de eco toxicologia que elaboram os caminhos e a bioconcetração de contaminantes ambientais.

Níveis tróficos

O primeiro nível é formado por organismos autotróficos, que produzem seu próprio alimento (produtores). Possuem a capacidade de reduzir matéria orgânica tendo como base substancias minerais e firmar energia luminosa sob o aspecto de energia química.

Os organismos que pertencem a este nível são: cianófitas ou cianofíceas (algas verdes-azuis), plantas verdes, algumas bactérias que, por causa da existência da clorofila, podem fazer a fotossíntese.

Este nível de organismos é considerado a primeira camada da biodiversidade da terra, e por isso são considerados produtores primários.

Os organismos heterotróficos, que são aqueles que não produzem seu alimento, compõe os níveis subsequentes. Neste grupo estão incluídos os fungos, animais, carnívoros, herbívoros e os decompositores.

Os herbívoros se classificam no segundo nível trófico e são denominados de consumidores primários. Os predadores ou carnívoros pertencem ao nível seguinte. O carnívoro que se alimenta do herbívoro (exemplo: o leão que come a vaca), são denominados consumidores secundários.

Alguns seres vivos, como o homem por exemplo, alimentam-se em vários níveis, pois consomem tipos autotróficos, como a batata, e herbívoros, como a vaca.

É importante lembrar que os decompositores têm um papel muito importante no ciclo da cadeia alimentar, pois se alimentam de substancias orgânicas em deterioração.

Desta maneira alteram a matéria orgânica em inorgânica que serão usadas pelos produtores dando reinicio ao ciclo, como por exemplo: bactérias, fungos e alguns protozoários.

Piramides tróficas

Pirâmide trófica ou pirâmide de energia:
Na teoria não existe limite para a quantia de níveis tróficos que sustentam uma cadeia alimentar, porém, na prática, somente uma parcela da energia guardada em um nível trófico permanece para o nível seguinte, que é algo em torno de 10%.

Isto acontece porque os organismos utilizam grande parte desta energia para seus recursos vitais como a reprodução, respiração e locomoção, entre outros.

Então, como já foi dito, somente 10% da energia é passada para o elemento do nível seguinte.

Vejamos por exemplo no caso da energia solar. A grama capta 10% de energia que termina transferida para os tecidos da vaca e outros animais que se alimentam dela. Então apenas 1% desta energia é transferida para a pessoa que consumir a carne (10% de 10% = 1%). Quantos mais níveis existirem entre o produtor e o consumidor menos energia resta.

Exemplos de cadeias alimentaresCadeia Alimentar dos Animais

  • Ecossistema terráqueo
    • Produtor: Arvore
    • Consumidor primário: Gafanhoto
    • Consumidor secundário: Ave
    • Consumidor terciário: Jaguatirica
    • Decompositor: Bactérias e fungos.
  • Ecossistema Aquático.
    • Produtor: alga
    • Consumidor primário: Peixe herbívoro
    • Consumidor secundário: Peixe carnívoro
    • Consumidor terciário: ave aquática
    • Decompositor: Bactérias e fungos.

Pergunta dos leitores

Como montar uma cadeia alimentar?

A formação da cadeia alimentar obedece uma hierarquia. Portanto você vai precisar seguir um modelo que pode ser assim: os produtores, que são as plantas, os consumidores que são os animais, e os decompositores, que são os fungos e as bactérias.

Qual a diferença entre cadeia e teia alimentar?

A diferença é que a cadeia alimentar é uma sucessão linear, na qual um ser vivo serve de alimento para o outro. Já a teia alimentar é um grupo de cadeias alimentares relacionadas entre si.
A teia alimentar retrata muitas ligações entre os elementos de um ecossistema e é formada por um longo número de seres vivos.
O mesmo ser vivo pode exercer vários papeis dentro de um ecossistema e pertencer a várias cadeias alimentares.

Cursos Grátis Online com Certificado. São mais de 2000 Cursos. Clique no botão abaixo e escolha seu curso:

LISTA DE CURSOS

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre a cadeia alimentar, como ela funciona, seus integrantes e como ela é importante para o equilíbrio do ecossistema.

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.