Beethoven – Biografia, Suas Obras e Sinfonias, Curiosidades


Ludwig van Beethoven foi um grande compositor alemão, autor da “9.ª Sinfonia”, mundialmente conhecida como Coral, por incluir coro em seu quarto movimento; foi esta obra que o consagrou no mundo. Em 1814, foi ganhou o reconhecimento de maior compositor do século. Para o crítico alemão Paul Bekker, as obras de Beethoven são “O resumo de sua obra é a liberdade”.

Quem foi Beethoven?

Ludwig van Beethoven foi um compositor alemão, no período de transição entre o Classicismo do século XVIII e o Romantismo do século XIX. É considerado um dos pilares da música ocidental, pelo incontestável desenvolvimento, tanto da linguagem como do conteúdo musical demonstrado nas suas obras, permanecendo como um dos compositores mais respeitados e mais influentes de todos os tempos.

Biografia de Beethoven

Ludwig van Beethoven nasceu em Bonn, na Alemanha, em 16 de dezembro de 1770. Nascido em família de músicos, começou a estudar, cravo viola e violino com apenas 5 anos. Sob a tutela de diversos professores, estudou Bach, aprendeu teoria e composição musical além de órgão e piano Ainda jovem, com 11 anos foi nomeado organista-suplente da corte. Aos 13 anos era solista de cravo na corte de Bonn. Na ocasião, passou a receber a proteção do governante de um dos Estados que formavam o Império alemão, o Príncipe Max Franz. Nessa época, a sua primeira obra “Nove Variações para Piano sobre uma Marcha de Ernest Christoph Dressler” foi lançada. Um pouco mais tarde, com 14 anos publicou as “Três Sonatinas para Piano”.

Ao 17 anos, Beethoven biografiaBeethoven conheceu Mozart em Viena e o músico lhe incentivou, pois previa um grande futuro para Beethoven. Com 22 anos, o jovem retona à Viena para ficar. Por conta de seu bom relacionamento com a nobreza de Bonn, as portas na cidade se abriram facilmente. Foi instalado no palácio e até recebia uma pensão do Príncipe Karl Lichnowsky. Porém, suas apreciadas apresentações limitavam-se aos concertos nos palácios, apenas em 1795, Beethoven fez sua primeira apresentação pública, em que tocou piano e foi muito aclamado pela plateia. Em seguida, publicou uma obra em homenagem ao príncipe,  “Três Trios para Piano, Violino e Violoncelo, Opus 1”.

Em 1796, Beethoven fez apresentações em Praga e em Berlim, cumprindo um extenso programa para a corte, do qual constavam “Duas Sonatas para Violoncelo, Opus 5”, escritas especialmente para os concertos. Em 1797, estava com 27 anos e contava com prestígio financeiro e social, atraindo alunos e convites para recitais.

Sua Surdez

O problema parece ter aparecido em 1796, quando as primeiras reclamações sobre zumbidos nos ouvidos foram feitas pelo compositor por meio de cartas.


Mas somente em 1801 que Beethoven documentou realmente as evidências de que estaria ficando surdo, escrevendo a seu médico. Na carta, ele diz que havia reparado que sua audição estava piorando ao longo dos últimos três anos, mas que o fato vinha se intensificando. Beethoven conta que estava preocupado, pois tinha que se aproximar muito de uma orquestra para entender as composições e já não escutava claramente o que as pessoas diziam, eram apenas ruídos.

 

Causas da Surdez

As causas de sua surdez até hoje são desconhecidas, mas existem diversas teorias, desde hipóteses como sífilis até de que o compositor tinha o hábito de mergulhar sua cabeça em um balde de água fria para relaxar. Outra data desconhecida é de quando Beethoven ficou completamente surdo, apesar de registros em 1810 que relatavam que as pessoas precisavam gritar ao ouvido dele. O que se sabe, é que o compositor continou buscando ajuda médica até 1822, quando aceitou sua condição.

O trabalho de Beethoven é normalmente dividido em três partes que ilustram a gradual piora da sua audição. O primeiro momento é quando ainda era criança, nesta fase as notas eram mais altas e seus trabalhos mais importantes são a Primeira Sinfonia e a Segunda Sinfonia.

O segundo período tem início em meados de 1820, quando o Beethoven já apresentava sério problemas de audição. Para conseguir ouvir as composições, ele fazia uso de notas mais baixas. Suas obras de mais destaque desta fase são Moonlight Sonata, Fidelio e a Sexta Sinfonia.

O momento final do trabalho de Beethoven, assim como no primeiro, tinha notas mais altas e é quando ele ficou completamente surdo. A Nona Sinfonia é o seu trabalho mais conhecido e pertence a esta fase, ela começou a ser desenvolvida em 1822 e foi apresentada pela primeira vez em 1824. Conta-se que nesta apresentação, Beethoven continuou a conduzir a sinfonia mesmo depois de ter acabado, pois não teria ouvido os aplausos atrás dele.

Após ter perdido totalmente a audição, Beethoven passou usar a escrita para se comunicar, o que resultou em uma coletânea grandiosa de “livros de conversação” e cartas, que ajudam a relatar tudo que sabemos sobre este gênio da música.

Obras e sinfonias de Beethoven

  • Três Sonatas para Piano, Opus 2.
  • Trio em Mi Bemol, para Violino, Viola e Violoncelo, Opus 3
  • Serenata em Ré, para Violino, Viola e Violoncelo, Opus 8
  • Três Sonatas para Piano e Violino, Opus 12
  • Sonata em Dó Menor para Piano, Opus 13 (Patetica)
  • Duas Sonatas para Piano, Opus 14
  • Septeto em Mi Bemol, Opus 20 (Dedicado à Imperatriz Maria Teresa da Áustria)
  • Sinfonia n.º 1 em Dó Maior, Opus 21
  • Concerto n.º 3, em Dó Menor, para Piano e Orquestra, Opus 37 (Dedicado ao
  • Rei Luís Fernando da Prússia)
  • Sonata Quase uma Fantasia, Opus 27 n.º 2 (Sonata ao Luar)
  • Sinfonia n.º 2 em Ré Maior, Opus 36
  • Sinfonia n.º 3 em Mi Bemol Maior, Opus 55 (Heroica)
  • Ópera Fidelio
  • Sinfonia 4, 5 e 6 (Pastoral)
  • Sonata em Fá Menor para Piano, Opus 57 (Appassionata)
  • Concerto n.º 5, para Piano e Orquestra, Opus 73 (Imperador)
  • Sinfonias n.º 7 e n.º 8 (1812)
  • Sonatas para Piano, Opus 106, 109, 110 e 111
  • Missa Solene em Ré Maior, Opus 123
  • Sinfonia n.º 9, Opus 125 (Coral)
  • Quartetos para Cordas, Opus 127, 130, 131, 132 e 135 (1825)

Sua morte

Beethoven morreu em Viena, no ano de 1827. Sua autópsia concluiu que seus nervos auditivos estavam atrofiados, explicando o a razão de estar surdo, mas não o que causou a deficiência auditiva. Uma outra hipótese é de que Beethoven atribuía sua surdez a relação com seus problemas gastrointestinais.

Curiosidades de Beethoven

Dizem que o gênio da música jogava água gelada na cabeça antes de compor ou quando precisava relaxar.

A Sinfonia n.º 3 em Mi Bemol Maior, Opus 55, foi originalmente chamada de “Sinfonia Grande – Titolata Bonaparte”. Mas, mudou de nome quando Beethoven descobriu que Napoleão se tornou imperador dos frances, chamando-a de “Sinfonia Eróica”

Pergunta dos leitores

Beethoven estava surdo quando compôs as suas obras?

Não se sabe ao certo quando Beethoven perdeu totalmente sua audição. Mas, em 1810 o compositor já apresentava problemas auditivos e após 1822, já estava completamente surdo. Quando Beethoven compôs a Nona Sinfonia estava completamente surdo.


Gostou desse artigo? Dê seu voto!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *